Insanity – Phobia (1995)

“O primeiro álbum completo de uma banda de Metal do Ceará”

NOTA: 8,5/10.

foto: Insanity Brazil

Banda de Thrash/Death Metal formada na cidade de Fortaleza/BRA, em setembro de 1989, por George Frizzo (baixo e vocal), Alberto Lopes (guitarra) e Bruno Gabai (bateria). No início de 1990, Fábio Andrey se juntou à banda para o assumir o posto de vocalista e a segunda guitarra. Em 2000, Cleiton Martin o substituiu até o encerramento das atividades.

Phobia consta como o primeiro álbum completo de uma banda de metal extremo do Ceará. Tal como Obskure, o Insanity começou cedo e teve a manha de sair na frente com o EP Cryogenization  (1991).  Mais a adiante, com muito esforço, lançou o seu primeiro álbum completo. Devido á dificuldades da época, Phobia só foi lançado cerca de um ano depois de gravado.

De um modo geral, os caras foram os primeiros a se posicionar numa cena ainda muito inexperiente e, com isto, estimularam muitas outras bandas a trabalharem para fazer shows melhores e a também gravar seus primeiros álbuns.

Em algumas ocasiões ouvi que o Insanity de Phobia soava como cópia mal feita do Sepultura (Schizoprhenia) e durante certo tempo aceitei essa incoerência como se fosse uma conclusão minha, mas depois, com o devido distanciamento, percebi que a banda estava muito mais para o Death Metal elaborado (salvo as proporções) do que para o thrash tosqueira como alguns se referiam. Um exemplo do que digo pode ser conferido na faixa Sadness, composição instrumental que está mais para o Death (Human) do que para qualquer outro momento do Sepultura. Comparações à parte, Phobia tem muitos momentos marcantes e, dadas as circunstâncias de sua materialização (produção independente numa cidade quase sem tradição no Metal e – principalmente – num país em que até as bandas consideradas grandes passavam dificuldades), podemos dizer que tem, entre outras coisas, o mérito de ser uma das pedras fundamentais do estilo no cenário local. Quanto aos momentos marcantes, destaco as faixas Dismal Lullaby, Mistakes of Oblivion, Night of the Living Deads e Innocent Laughter. A versão original do álbum contém 9 faixas distribuídas em aproximadamente 46 minutos, mas o relançamento (2013) trás muitas faixas bônus. Na playlist abaixo, confira a versão original adicionada do cover de Bestial Devastation (Sepultura):


#Insanity_band, #Phobia_album #thrashmetal #esteriltipo_blog

Feedback é bom e eu gosto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s